Entrega de certificados

A organização do Seminário Carajás 30 anos: um olhar para os grandes projetos da região Tocantina, ocorrido entre os dias 16-18 de outubro, informa ao público de Imperatriz que estará entregando os certificados para quem NÃO RECEBEU NO ÚLTIMO DIA DO EVENTO,  DURANTE ESSA SEMANA (DE 29/10 A 01/11) a partir das 20h no pátio da Universidade Federal do Maranhão – centro.

Atenciosamente, à coordenação!

Minicursos confirmados para o Seminário Carajás 30 anos

MINICURSOS

*Durante os três dias, das 14 às 16h.

Minicurso 1 – PROJETO PERFIS: vidas que ensinam

Ministrantes: Professor mestre Alexandre Maciel e acadêmicos de Jornalismo Adriano Ferreira, Antônio Carlos Santiago, Caroline Coelho e Fernando Silva.

Ementa: Conceitos de perfis e vivências; exemplos de perfis e vivências na imprensa; o “olhar” para o outro no conceito jornalístico e em outras áreas de humanidades; O perfil como forma de resgate das vozes silenciadas; técnicas de entrevista e aproximação dos personagens; técnicas de transformação das entrevistas em textos de perfil; propostas interdisciplinares de aplicação.

 Minicurso 2 – Comunicação e Movimentos Sociais

Ministrantes: Clarícia Dallo e Juliana Carvalho (jornalistas ):

Ementa: O minicurso propõe fazer uma retrospectiva da abordagem midiática sobre temáticas relativas aos Movimentos Sociais, bem como trazer dados atuais sobre o monopólio das concessões dos Meios de Comunicação. Os participantes poderão analisar o que é dito pela grande Mídia e conhecer, ainda, veículos e meios alternativos de comunicar-se com o público. “Comunicação e Movimentos Sociais” contextualizará sobre o comportamento dos Movimentos mediante as novas tecnologias e a ascensão da internet e das redes sociais.

Minicurso 3  – O Estado brasileiro e a Vale

Ministrantes – José Arnaldo dos Santos Ribeiro Junior (geógrafo e mestrando em Geografia Humana na USP) e Jadeylson Ferreira Moreira (sociólogo e mestrando em Ciências Sociais na UFMA) membros do Grupo de Estudos: Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente (GEDMMA/UFMA) e da Rede Justiça nos Trilhos.

Ementa

O minicurso tem como objetivo criar um espaço público de discussão acerca da relação político-econômica do Estado brasileiro e a Vale a partir de uma leitura crítica do Novo Marco Regulatório da Mineração, da Expansão da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e da criação e atuação do Consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás (COMEFC), apresentando reflexões e abordagens sobre os referidos temas e suas implicações para as dimensões sociais e ambientais.

Minicurso 4: Cartografias Temática e Social na representação de Conflitos Socioambientais.

Ministrante: Raifran de Castro (Mestre em Geografia, professor do IFMA/Açailândia).

Ementa: Métodos de representação na Cartografia Temática; Teoria sobre conflitos socioambientais e territórios; Princípios e Metodologia da Cartografia Social; Aplicações a partir da vivência dos participantes.

Confira aqui a lista completa!

“Seminário Carajás 30 anos” promove debate com pesquisadores de reconhecimento nacional

Edna Castro, do Pará, e Alfredo Wagner, do Amazonas estão entre os palestrantes

 

O “Seminário Carajás 30 anos: um olhar para os grandes projetos da Região Tocantina” que acontece de 16 a 18 de outubro, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, pretende trazer para o público de Imperatriz, as contribuições de pesquisadores com reconhecimento nacional sobre as discussões que envolvem os grandes projetos de desenvolvimento.

O evento vai contar com a realização de três mesas redondas, compostas por representantes de instituições públicas, movimentos sociais e academia. No primeiro dia do seminário (16 de outubro), a mesa de abertura vai abordar o tema “Trabalho, Migração e Movimentos Sociais” e terá a participação do Professor Dr. Alfredo Wagner, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Wagner tem doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e atua principalmente nos estudos sobre povos tradicionais, etnicidade, conflitos, movimentos sociais, processos de territorialização, cartografia social e Amazônia.

No segundo dia, a mesa será composta pelo professor Mestre, Bartolomeu Rodrigues Mendonça, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA – São Luís). O tema será “Sociedade, economia e meio ambiente: violações de direitos decorrentes do Programa Grande Carajás” e vai contar também com a participação de Cristiane Faustino, da Relatoria do Direito ao Meio Ambiente da Plataforma DHESCA Brasil, que recentemente fez pesquisa no Corredor de Carajás e na ocasião vai lançar os resultados dessa pesquisa com a apresentação de um relatório.

Edna Castro, doutora em Ciências Sociais pela Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (Paris) comporá a mesa do terceiro dia de evento. A professora que atualmente trabalha na Universidade Federal do Pará (UFPA) vai falar sobre o tema “Cultura, identidade e Questões Sociais”.

Além dos palestrantes renomados nacionalmente, as mesas também serão compostas por instituições como o Ministério Público Estadual e representantes de movimentos como Rede Justiça nos Trilhos, Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra, Movimento das Quebradeiras de Coco, Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos Carmen Bascarán (Açailândia), entre outros.

O evento tem o objetivo de avaliar criticamente os 30 anos do Programa Grande Carajás e, a partir do tema central do ‘desenvolvimento’, discutir suas consequências sociais, ambientais, econômicas e culturais na região Tocantina. Pretende, com isso, envolver movimentos sociais, pastorais e grupos afetados, em diálogo permanente com grupos de estudos e pesquisadores acadêmicos.

Para ver a programação geral acesse aqui!

Submissão de trabalhos até 27 de setembro de 2013. Veja aqui as normas para envio.