Minicursos e Oficinas

Minicurso 1 – PROJETO PERFIS: vidas que ensinam

Ministrantes: Professor mestre Alexandre Maciel e acadêmicos de Jornalismo

Adriano Ferreira, Antônio Carlos Santiago, Caroline Coelho e Fernando Silva.

Ementa: Conceitos de perfis e vivências; exemplos de perfis e vivências na imprensa; o “olhar” para o outro no conceito jornalístico e em outras áreas de humanidades; O perfil como forma de resgate das vozes silenciadas; técnicas de entrevista  e aproximação dos personagens; técnicas de transformação das entrevistas em textos de perfil; propostas interdisciplinares de aplicação.

Minicurso 2 – Comunicação e Movimentos Sociais

Ministrantes: Clarícia Dallo e Juliana Carvalho (jornalistas UFMA)

Ementa: O minicurso propõe fazer uma retrospectiva da abordagem midiática sobre temáticas relativas aos Movimentos Sociais, bem como trazer dados atuais sobre o monopólio das concessões dos Meios de Comunicação. Os participantes poderão analisar o que é dito pela grande Mídia e conhecer, ainda, veículos e meios alternativos de comunicar-se com o público. “Comunicação e Movimentos Sociais” contextualizará sobre o comportamento dos Movimentos mediante as novas tecnologias e a ascensão da internet e das redes sociais.

Minicurso 3  – O Estado brasileiro e a Vale

Ministrantes – José Arnaldo dos Santos Ribeiro Junior (geógrafo e mestrando em Geografia Humana na USP) e Jadeylson Ferreira Moreira (sociólogo e mestrando em Ciências Sociais na UFMA) membros do Grupo de Estudos: Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente (GEDMMA/UFMA) e da Rede Justiça nos Trilhos.

Ementa: O minicurso tem como objetivo criar um espaço público de discussão acerca da relação político-econômica do Estado brasileiro e a Vale a partir de uma leitura crítica do Novo Marco Regulatório da Mineração, da Expansão da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e da criação e atuação do Consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás (COMEFC), apresentando reflexões e abordagens sobre os referidos temas e suas implicações para as dimensões sociais e ambientais.

Minicurso 4: Cartografias Temática e Social na representação de Conflitos Socioambientais.

Ministrante: Raifran de Castro (Mestre em Geografia, professor do

IFMA/Açailândia).

Ementa: Métodos de representação na Cartografia Temática; Teoria sobre conflitos socioambientais e territórios; Princípios e Metodologia da Cartografia Social; Aplicações a partir da vivência dos participantes.

– O minicurso 4 será ministrado apenas nos dias 17 e 18, das 14 às 16h.

– Os demais minicursos serão ministrados nos dias 16, 17 e 18, das 14 às

16h.

OFICINAS

Oficina 1 : Clown

Ministrante: Mikaell Carvalho (Grupo Jupaz de Açailândia)

Resumo: Uma oficina para se trabalhar gestos corporais e expressivos, estimulando o corpo na busca do palhaço interior. A oficina traz a arte do palhaço voltada para trabalhar questões sociais, contribuindo para que comunidades e estudantes tenham  em mão uma nova ferramenta de expressão popular.

Oficina 2 : Stencil

Ministrantes: Érica Sousa e Jordânia Silva (Grupo Jupaz de Açailândia)

Resumo: a oficina é do ramo de agitação e propaganda, levando ao público a arte do stencil, que se resume em criação de chapas para pinturas em muros, camisas entre outros objetos. É uma ferramenta utilizada atualmente por juventudes de todo país para expressar de forma artística e críticas os problemas sociais vigentes no seu local.

Oficina  3: Experiências/estratégias  de lutas frente a grandes empreendimentos: como podemos nos organizar?

Ministrantes: Maíra Sertã Mansur – pesquisadora do projeto Direitos Humanos e Indústrias extrativas/Membro da Rede Justiça nos Trilhos; Sislene Costa da Silva  –  Membro da Rede Justiça  nos Trilhos e Grupo de Estudos Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente – GEDMMA/UFMA.

Resumo: Nessa oficina propomos, a partir da apresentação e debate de casos de resistência internacional, nacional e local a grandes empreendimentos, refletir com os participantes sobre a construção de estratégias de enfrentamento coletivo que possam fortalecer as lutas locais. Buscamos trazer para a discussão casos que se relacionem de alguma maneira com as realidades de lutas das comunidades maranhenses. Como resultado, procuramos a construção coletiva de um instrumento que possa contribuir nas resistências locais.

– As oficinas 1 e 2 serão ministrada apenas nos dias 17 e 18, das 14 às 16h.

–  A oficina 3 será ministrada nos dias 16, 17 e 18, das 14 às 16h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s